Oração da Serenidade



Deus, concedei-me,
A serenidade para aceitar as coisas que eu não posso modificar;
Coragem para modificar as coisas que posso, e
Sabedoria para saber a diferença.
Vivendo um dia de cada vez;
Desfrutando um momento por vez;
Aceitando as dificuldades como o caminho da paz;
Tomando, como ele fez, este mundo pecaminoso como ele e, não como eu gostaria que fosse;
Confiando em que ele fará todas as coisas certas se eu submeter-me a sua vontade.
Que eu possa ser razoavelmente feliz nesta vida;
E infinitamente feliz com ele para sempre na próxima.
Amém.

quarta-feira, 25 de setembro de 2013

VERDADE OU MENTIRA ?


  Agora sou Classe Distinta


               Precisavam pregar uma peça no guarda visto sua maneira de se portar na unidade recém criada, pois era voluntarioso somente com o graduado e Inspetor.
                      Dias se passavam e alguns GCM que haviam acabado concluir o curso de guarda num total de vinte se juntaram ao efetivo de um setor recém extinto porem com guardas da primeira turma.
                      O Guarda por ser encarregado de equipe e ser mais antigo gostava de agir como se fosse um superior, sempre se pondo ao lado do Inspetor e dos graduados.
- S....! Vamos dar a ele o que ele acha que é! (disse um guarda já irado com suas atitudes)
Como assim? (disse todos na roda de vestiário).
- O Boletim Interno!  (confeccionado a maquina de escrever manual)
- È!  Ele é feito no comando e chega até nós no formato de copia certo!
- Certo! É mesmo! (todos)
- Então pegaremos a maquina de escrever que temos e é igual a que é confeccionado o Boletim Interno e vamos refazer a parte dos serviços administrativos e vamos promovê-lo a graduado!
                  Todos concordaram sem o menor receio de dar errado, pegaram a maquina e redigiram somente a pagina do Boletim que havia acabado de chegar à unidade com mais ou menos o seguinte: 

 II- Serviços Gerais e Administrativos
Promoções:

“O Inspetor Chefe Superintende Geral da Guarda Civil Metropolitana xxxxxxxxxxx, da Secretária Municipal de Defesa Social, no uso da competência que lhe foi conferida, e devido os relevantes  serviços prestados a municipalidade  e a forma como conduz sua equipe, promove, ao quadro de Classe Distinta o GCM xxxxxx Placa xxxx RF xxxxxx, pertencente ao xxxxxxxx a partir de 00/00/00.”

                 Tiraram cópia e recolocaram na ordem e deixaram na administração da unidade e ficaram observando o desenrolar dos fatos.
                 No plantão seguinte estavam todos no vestiário trocando de roupa e já combinando por todos  que iriam dar os parabéns a ele fingindo que ninguém sabia.
                Foi quando adentrou o guarda cabeça erguida peito estufado cheio de arrogância e já de uma forma mais inoportuna ainda, foi quando levantou da cadeira o guarda incumbido de apresentar-lhe os parabéns e tomando a posição de sentido  o parabenizou.
-Senhor!, Parabéns pela sua promoção.  O senhor merece!
- Obrigado guarda! (disse em tom de superioridade).
               Todos dando parecer que não sabíamos, fomos ao seu encontro tentando abraçá-lo, porem com a repulsa imediata  do recém “graduado”.
- A partir de agora acabou a brincadeira com vocês e todos deverão me chamar de senhor!, Mesmo que ainda não tenha ido buscar minhas divisas de graduado!.
              Todos  ficaram em silencio (loucos para morrer de rir)
Saiu do meio dos Guardas e se dirigiu a administração exigindo do guarda o memorando de apresentação de uma forma meio arrogante.
-O guarda! , bate o memorando para que eu possa pegar minhas divisas no almoxarifado!
- Não tenho autorização para fazer o memorando sem a presença do Chefe! (disse o administrativo sabendo do estava acontecendo)
 Antes de tudo me trate de senhor!, Adiante o documento antes que o Chefe chegue!
- Sim senhor! Rsssss
              I!, por azar o japonês chegou com um mau humor danado  já dando bronca na sentinela. Ai f.......!
              Foi o Guarda ao encontro do chefe todo cheio de razão, já dizendo que precisava de uma assinatura dele para que pudesse pegar suas divisas no almoxarifado.
- Divisa, ta louco guarda! (em tom enfurecido disse o Inspetor).
- Sim!, disse ele, o senhor não leu o Boletim Interno!
- Que P.... de boletim guarda!  Ta ficando  maluco seu mocorongo!
- Não Chefe saiu a minha promoção a graduado no Boletim Interno!
- Que  P....  de B.I , Quero ver!
           Saiu o guarda correndo para pegar o B.I e mostrar ao inspetor.
- Falou o inspetor indignado, P.Q.P.! , isto ta errado!, Eu não indiquei ninguém  (na época as promoções eram realizadas por indicação e não por concurso) ninguém para ser graduado!
           Saiu e imediatamente ligou para Comando da Guarda para saber o que tinha ocorrido.
           Após alguns minutos, La vem o Inspetor soltando fogo pelas ventas, ai!
          Após tomar um verdadeiro esculacho ser chamado de mocorongo, bisonho na frente de todos, porem quis saber quem fez a brincadeira porem ficou na vontade, não sabe até hoje rssssss.

         Estavam todos vingados, depois deste episodio o guarda mudou seu totalmente seu comportamento e continua ate hoje mais realista e com os pés no chão!!!!!!!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário