Oração da Serenidade



Deus, concedei-me,
A serenidade para aceitar as coisas que eu não posso modificar;
Coragem para modificar as coisas que posso, e
Sabedoria para saber a diferença.
Vivendo um dia de cada vez;
Desfrutando um momento por vez;
Aceitando as dificuldades como o caminho da paz;
Tomando, como ele fez, este mundo pecaminoso como ele e, não como eu gostaria que fosse;
Confiando em que ele fará todas as coisas certas se eu submeter-me a sua vontade.
Que eu possa ser razoavelmente feliz nesta vida;
E infinitamente feliz com ele para sempre na próxima.
Amém.

quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Guardas Civis Metropolitanos são feridos durante tentativa dos baderneiros do MTST de invadir a Prefeitura de SP

Guardas Civis Metropolitanos são feridos durante tentativa dos baderneiros do MTST de invadir a Prefeitura de SP

quinta-feira, 17 de outubro de 20130 comentários


Grupo forçou portas do Edifício Matarazzo e foi contido por Guardas Civis Metropolitanos; vidraças da entrada foram quebradas.



SÃO PAULO - Manifestantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) que faziam um protesto por moradia no centro de São Paulo tentaram invadir a Prefeitura na manhã desta quinta-feira, 17. Um grupo que investiu contra as portas do Edifício Matarazzo foi contido pelas grades e pela Guarda Civil Metropolitana (GCM), mas acabou quebrando vidraças de três entradas principais. Segundo a GCM, a manifestação chegou a reunir mil pessoas. Não há informações sobre detidos.

A Prefeitura informou em nota que três guardas civis ficaram feridos: um inspetor teve um corte na mão direita, outro inspetor sofreu hematomas na perna esquerda e um guarda apresenta inchaço no pescoço em decorrência de uma paulada.
De acordo com o relato da GCM, os manifestantes cortaram os cadeados das grades com alicate hidráulico e tentaram invadir o prédio. Alguns, ainda segundo os guardas, usaram estilingues para atirar bolas de gude e outros estavam armados com pedaços de pau, barras de ferro e pedras.
Na tarde de terça-feira, 15, cerca de 400 integrantes do mesmo movimento tentaram invadir a Câmara Municipal de São Paulo.
A administração municipal alega que mantém "diálogo permanente" com os movimentos de moradia da cidade, "desde que respeitadas as regras democráticas e pacíficas", e afirma que o grupo organizador do protesto desta quinta, ligado ao MTST, já foi recebido nessa terça-feira, 15.

Com informações da Agência Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário