Oração da Serenidade



Deus, concedei-me,
A serenidade para aceitar as coisas que eu não posso modificar;
Coragem para modificar as coisas que posso, e
Sabedoria para saber a diferença.
Vivendo um dia de cada vez;
Desfrutando um momento por vez;
Aceitando as dificuldades como o caminho da paz;
Tomando, como ele fez, este mundo pecaminoso como ele e, não como eu gostaria que fosse;
Confiando em que ele fará todas as coisas certas se eu submeter-me a sua vontade.
Que eu possa ser razoavelmente feliz nesta vida;
E infinitamente feliz com ele para sempre na próxima.
Amém.

sábado, 9 de novembro de 2013

TRIBUNAL SOLTA OS GUARDAS DE COTIA QUE MATARAM BANDIDO

SP, 9.11.13

Prezados amigos da Guarda Civil de Cotia,
c/c Guardas de Embu, Taboão, São José dos Pinhais e amigos,

Os guardas SANTOS FILHO (filho do Eleutério) e LUCAS foram libertados pelo TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO, localizado no Centro de São Paulo, no inicio da tarde deste sábado, dia 9.11.13.

O TRIBUNAL reformou a decisão do Juiz de Direito de Cotia, DR.DIOGENES LUIZ DE ALMEIDA FONTOURA RODRIGUES (2ª Vara Cível) que estava mantendo os irmãos de farda presos, inclusive, não autorizando que a custodia fosse feita nas dependências da Guarda Civil enquanto a DEFESA tentava a liberdade.

A liberdade foi conquista com um HABEAS CORPUS redigido de forma conjunta pelo advogado MICHEL DA SILVA da ASGUACO, Jurídico da Guarda – Guardas e Advogados LEITE, ROMILDO, ADILSON E EDER – e  e a Dra.EGLE que é sobrinha do Guarda ELEUTÉRIO.

Em suma, os Guardas TERÃO O DIREITO DE RESPONDER AO PROCESSO EM LIBERDADE. Se durante a instrução – audiências – ficar provado que os Guardas agiram em legitima defesa o processo será encerrado sem maiores problemas. Se houver dúvida, os Guardas irão a Júri Popular. De toda forma, resta aguardar e torcer pelos Guardas que agiram de forma legítima.

No caso concreto, existe um vídeo que justifica a ação dos Guardas (o Gc FERNANDO – Presidente da ASGUACO está de posse do material) e uma testemunha ocular que assistiu ao crime do inicio ao fim VALIDA e JUSTIFICA a ação dos irmãos de farda ao atestar que o Bandido antes de morrer fez um gesto brusco com o braço a indicar ter em mãos uma arma de fogo, daí o disparo da arma do patrulheiro municipal que agiu dentro da Lei!

Obviamente o caso exigirá cuidado, porém, ao ter o direito de responder em liberdade, tudo ficará mais simples e certamente os Guardas terão o reconhecimento da legalidade da ação.

O Delegado de Polícia da 3ª Classe, JOSÉ CLAÚDIO DA SILVA, que DECRETOU A PRISÃO DOS GUARDAS,s.m.j., não foi feliz em sua interpretação, porém, é BOM advertir aos Guardas para que tenham cuidado e que busquem AJUDA TÉCNICA diante de situações adversas.

No mais, um bom final de semana a todos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário