Oração da Serenidade



Deus, concedei-me,
A serenidade para aceitar as coisas que eu não posso modificar;
Coragem para modificar as coisas que posso, e
Sabedoria para saber a diferença.
Vivendo um dia de cada vez;
Desfrutando um momento por vez;
Aceitando as dificuldades como o caminho da paz;
Tomando, como ele fez, este mundo pecaminoso como ele e, não como eu gostaria que fosse;
Confiando em que ele fará todas as coisas certas se eu submeter-me a sua vontade.
Que eu possa ser razoavelmente feliz nesta vida;
E infinitamente feliz com ele para sempre na próxima.
Amém.

terça-feira, 2 de abril de 2013

plano de carreira para readapitados


Precisamos antes definir o que é o serviço operacional, minha sugestão:

Os cargos de Guarda Civil Metropolitano poderão ser alocados nos seguintes campos de atuação:

I – Operacional, abrange as atividades relativas:
a) Execução, controle e gerenciamento das medidas cabíveis no Policiamento administrativo da cidade, interno e externo aos bens, serviços, instalações e áreas de interesse, além dos cidadãos usuários do sistema municipal. Atuando internamente ou externamente nas Unidades da Guarda Civil Metropolitana, garantindo o exercício do poder de polícia da administração direta e indireta, observada a Política da Instituição, as ordens das Autoridades Competentes e os procedimentos padrão emanados da autoridade municipal;
b) à preservação da integridade física de autoridades.

II – Suporte Operacional,
Atividades desenvolvidas que guardem estrita relação com as atividades operacionais, tais como: Armaria, Plantão e Sentinela.
III – Suporte Administrativo, abrange as atividades relativas ao planejamento, à elaboração, à execução e ao gerenciamento das áreas responsáveis pela gestão de pessoal, comunicação, estatística, suprimentos, logística e manutenção da Guarda Civil Metropolitana, tais como Chefia, ATA, ATO, Escala, Trafego.
Ou seja, apesar de o trabalho na CETEL ser interno, Operadores de rádio, telefone e monitoramento são atividades operacionais, podem fazer jus a gratificação de unidade estratégica, serviços que podem ser efetuados por GCM´s readaptados.
O serviços de suporte operacional e administrativo também podem ser efetuados por GCM´s readaptados. A GCM já possui um sistema que pode ser alimentado com estes dados (função desempenhada e tempo).

Faço este paralelo, pois:
1 – O DML e RH sabem o que precisam dos setores de suporte, portanto devem fazer a capacitação dos GCM
2 – Acredito que os GCM readaptados tem que ter a oportunidade de exercer esta atividades e assim sendo concorrer em igualdade nas promoções, creio que como exigência para concorrer as promoções seja justo: a) ser capacitado e b) exercer função de suporte a pelo menos 6 meses)
3 – Trabalhamos com mais de 10% de efetivo nas funções de suporte (efetivo atual – cerca de 6.200 vagas de suporte – mais de 620, ou seja, maior que a da GCM´s readaptados)
4 – Assim o GCM que não tiver função nenhuma não deve concorrer a promoção.

plano de carreira sindicato





INTERSTÍCIO NO CARGO CARGO TEMPO NO CARGO TEMPO MÍNIMO NO NÍVEL FORMA

DE PROVIMENTO NIVEL OPRACIONAL GCM – 3ª CLASSE 3 ANOS Concurso GCM – 2ª

CLASSE 2 ANOS PROGRESSÃO GCM – 1ª CLASSE 3 ANOS 8 anos Concurso de Acesso NÍVEL

SUPERVISÃO CE 2 ANOS PROGRESSÃO CD 3 ANOS 5 anos CONCURSO DE ACESSO NÍVEL

GERENCIAL Sub. Inspetor 2 ANOS PROGRESSÃO Inspetor 3 ANOS 5 anos CONCURSO DE

ACESSO NÍVEL COMANDO Inspetor Regional 3 ANOS CONCURSO DE ACESSO Inspetor de

Agrupamento 3 ANOS CONCURSO DE ACESSO Inspetor Superintendente 4 ANOS Concurso de

Acesso Inspetor Superintendente-Geral Se aposentando CONCURSO DE ACESSO

ENQUADRAMENTO


GCM 3º CL. que tiver de 1 a 3 anos de efetivo exercício ser enquadrado 2º Classe
GCM 2º CL. que tiver de 3/1dia a 6 anos de efetivo exercício ser enquadrado 1º Classe
GCM 2º CL. que tiver de 6/1 dia a 9 anos de efetivo exercício ser enquadrado CE
GCM 2º CL. que tiver de 9/1 dia a 12 anos de efetivo exercício ser enquadrado CD
GCM 2º CL. que tiver de 12/1 em diante de efetivo exercício c/Nível Superior ser enquadrado Sub. Inspetor


A partir do cargo de CE com curso no CFSU eliminatório.
Tendo em vista que os demais já obtiveram sua chances de serem CD’s e Inspetores por duas ocasiões entendemos que os prejudicados foram e são os 2º classes, então, para partirmos do princípio da regularidade temos a obrigação de consertarmos desde o começo a falta de oportunidade dos 2ºclasses.


 Nível
Nome do Cargo
QGC/ Graus
A
B
C
D
E
IV
I.S
QGC10
2.525,92
2.652,22
2.784,83
2.921,07
3.067,27
IV
I.A
QGC9
2.196,42
2.306,24
2.421,55
2.542,63
2.669,76
IV
I.R
QGC8
1.909,87
2.005,36
2.105,63
2.210,91
2.321,46
III
Insp.
QGC7
1.799,10
1.889,05
1.983,50
2.082,68
2.186,81
III
Sub.Insp
QGC6
1.506,94
1.582,29
1.661,40
1.744,47
1.831,69
II
CD
QGC5
1.255,78
1.343,88
1.437,95
1.538,61
1.646,31
II
CE
QGC4
1.195,98
1.279,70
1.369,28
1.465,13
1.567,69
I
1º Classe
QGC3
996,65
1.146,15
1.318,07
1.515,78
1.743,15
I
2º Classe
QGC2
949,19
1.091,57
1.255,31
1.443,61
1.660,15
I
3º Classe
QGC1
903,99
1.039,59
1.195,53
1.374,86
1.581,09