Oração da Serenidade



Deus, concedei-me,
A serenidade para aceitar as coisas que eu não posso modificar;
Coragem para modificar as coisas que posso, e
Sabedoria para saber a diferença.
Vivendo um dia de cada vez;
Desfrutando um momento por vez;
Aceitando as dificuldades como o caminho da paz;
Tomando, como ele fez, este mundo pecaminoso como ele e, não como eu gostaria que fosse;
Confiando em que ele fará todas as coisas certas se eu submeter-me a sua vontade.
Que eu possa ser razoavelmente feliz nesta vida;
E infinitamente feliz com ele para sempre na próxima.
Amém.

quinta-feira, 12 de setembro de 2013

depois dizem que isso é o povo protestando

video

desfile padrão


COMUNICADO ABRAGUARDAS - APOSENTADORIAmeuip.co

APOSENTADORIA ESPECIAL 25 ANOS.   Na data de 4 de setembro de 2014, integrantes da Abraguardas, CD Faria, CD Bueno e o Dr. Reginaldo Advogado, foram recebidos pela Diretora da Divisão Técnica de Recursos Humanos da SMSU, a Senhora LEILA CREMONESI, para tratarem dos diversos mandados de injunção de aposentadoria especial, os quais a Prefeitura ainda não deu cumprimento efetivo.   A Senhora Leila nos informou que tem previsão, para que em breve, venha a chamar a todos os que fizeram os pedidos com base no COMUNICADO 002/SMSU/DTRH/2012, a comparecerem no DTRH, onde serão verificadas as condições em que se darão as aposentadorias e se elas estão em conformidade às regras estabelecidas pela PGM.   A Diretora Leila, nos disse que houve demora para chamar os interessados, devido a falta do PPP, (Perfil Profissiográfico Previdenciário (PPP), que é um formulário obrigatório para aqueles que são aposentados pela aposentadoria especial, de acordo com as exigências da legislação do INSS.   Conheça um pouco mais do PPP, pelo site do INSS, veja link abaixo http://www.mpas.gov.br/conteudoDinamico.php?id=465   A Diretora Leila disse que houve dificuldade na elaboração do PPP, pois o DSS, não tinha condições de elaboração devido a falta de histórico de laudos de insalubridade para a GCM.   Sendo então resolvida a questão pela aplicação direta da legislação, que rege de forma especifica os profissionais da GCM.   O prazo para que sejam chamadas as pessoas interessadas, estava previsto para ocorrer na segunda quinzena de setembro.   Ocorre que o prazo foi dilatado, pois, o Processo Principal, o qual concedeu aposentadoria especial a TODOS os Guardas Metropolitanos, foi requisitado pelo Chefe de Gabinete da SMSU, e a Senhora Leila aguarda o retorno do referido processo, que é encabeçado pelo Inspetor Laudino que tem como patrono os Advogados da ABRAGUARDAS.   A Senhora Leila, informou que a aposentadoria se dará nas mesmas regras do INSS, sendo dito por ela que o calculo se dará pela média dos salários dos últimos 60 (sessenta meses), aplicado o índice de 80 % (oitenta por cento), e não deverá ainda exceder o teto máximo do INSS, que é de R$ 4.157,00, portanto, a aposentadoria não será integral, nem tão pouco terá paridade, argumenta a Diretora do DTRH.   Cabe observar que a Senhora Leila, indica que está seguindo orientações da PGM, no que tange aos procedimentos adotados e indicados no PA 2010-0.052.182-2, que serve para os demais Mandados de Injunção.   Devido a esta posição, a ABRAGUARDAS orienta a todos, que forem chamados, se caso não houver o interesse, não devem assinar a referida aposentadoria. Deverão requerer cópia do PPP e dos demais documentos, para que seja novamente dada entrada em ação judicial, agora, discutindo os valores da aposentadoria especial.   Aqueles que se interessarem em sair pelo Comunicado 02, podem entrar posteriormente na esfera judicial, para discussão dos valores, mas não há garantidas de ganho de causa para este tipo de ação, os quais foram aceitos inicialmente pelo interessado.   Mais uma vez, a Administração Municipal, está a promover de forma “parcial”, os nossos direitos, isso nos entristece muito, pois, por enquanto, não vemos também neste governo interesse em dar cumprimento à justa forma da aposentadoria especial.   Vejam logo após, cópia integral do Comunicado 02 publicado no dia 27 de junho de 2013, pagina 113 no DOC.    APOSENTADORIA ESPECIAL DOS 30 ANOS PLO 16   Já o Projeto de Emenda a Lei Orgânica PLO 16, de 30 anos, mínimo de 20 de GCM, ainda está ativo e aguarda inclusão de pauta para a segunda votação, fiquem atentos para que possamos encher a câmara municipal na data da votação.   Pedimos o favor de todos os que tiverem emails e telefones que se cadastrem no “PLANO DE CHAMADA PARA APROVAÇÃO DA APOSENTADORIA ESPECIAL” junto ao nosso amigo Carlinhos Silva tel. 99323-7922 nextel  id 93*114005, ele é um dos defensores desta proposta.   A inclusão da proposta está encontrando dificuldades devido ao evento COPA e também por interesse de alguns integrantes da GCM que não querem ver a proposta aprovada, por questões de fórum intimo   Foi desenterrado, um parecer da PGM, da gestão passada a pedido do Gabinete do Prefeito, onde os Procuradores indicam que a proposta é inconstitucional, este parecer é interno da Prefeitura.   O PLO 16 já foi aprovado pela comissão de justiça da Câmara Municipal somente faltando a segunda e ultima votação, e por ser Emenda a Lei Orgânica independe de aprovação do Executivo.   A proposta se for aprovada será promulgada pelo Presidente da Câmara Municipal, portanto aqueles que falam que o projeto morreu, com base em um simples parecer encomendado pela gestão passada, estão concorrendo contra a proposta, por motivos claros de ordem política e pessoal.   Matéria. Thomas Furtado. Diário Oficial da Cidade de São Paulo São Paulo, 57 (119) – Página 113   quarta-feira, 27 de junho de 2012     SEGURANÇA URBANA  GABINETE DO SECRETÁRIO  COMUNICADO 002/SMSU/DTRH/2012  APOSENTADORIA ESPECIAL  Autorizados pelo Secretário Municipal de Segurança Urbana, informamos que a Administração Municipal por meio de parecer da Procuradoria Geral do Município – PGM, aprovado pelo Secretário de Negócios Jurídicos, exarado no PA 2010-0.052.182-2, o Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo acolheu o mandado de injunção que estendeu a todos os Guardas Civis Metropolitanos do Município de São Paulo (erga omnes) o direito a aposentadoria especial, mediante aplicação do artigo 57, da Lei Federal 8.213/91. Através do PA 2010-0.052.182-2, a DTRH está tomando as providências necessárias ao cumprimento da decisão quanto à análise dos pedidos de aposentadoria especial à luz do artigo 57 da Lei Federal 8.213/91. No PA 2010-0.249.970-0, a Procuradoria Geral do Município – PGM sustentou parecer que, por ora, não é conveniente o encaminhamento de Projeto de Lei à Câmara Municipal, devendo ser aguardada a aprovação de Projeto de Lei Federal que já se encontra em discussão no Congresso Nacional e assim, o Município ficaria livre de possíveis sanções decorrentes do descumprimento da vedação contida no parágrafo único do artigo 5º da Lei Federal 9.717/98, ficando igualmente à margem dos questionamentos acerca da competência do Município para legislar sobre a matéria em questão.Salientou ainda a PGM que a matéria somente poderá ter tratamento diverso se previsto em Lei Complementar Federal com regulamentação de dispositivo Constitucional. Sobre o assunto, a Secretária Nacional de Segurança Publica do Ministério da Justiça, consultada pelo nosso Secretário e pelo Comandante da GCM informou não ter previsão para conclusão dos ajustes que vem sendo tratados pelo governo federal no projeto de lei apresentado na Câmara dos Deputados sobre a matéria. A Secretaria Municipal de Segurança Urbana, visando orientar os servidores da Guarda Civil Metropolitana quanto aos procedimentos referentes à solicitação de aposentadoria especial, comunica que em conformidade com SEMPLA/DERH todas as Secretarias da PMSP devem seguir alguns protocolos para a concessão da referida aposentadoria, à luz do artigo 57 da Lei Federal 8.213/91, conforme seguem: a) Anotar no prontuário do servidor o teor da decisão judicial; b) Comunicar ao servidor interessado a realização da contagem de tempo para que, querendo, possa exercer o direito que lhe foi assegurado pela decisão, apresentando o direito de aposentadoria especial; c) Informar ao servidor interessado que o pedido de aposentadoria será analisado de acordo com as disposições dos art. 57 e 58 da Lei Federal 8.213, de 24 de Julho de 1991, e sua concessão dependerá: 1. Da comprovação de execução de atividades em condições especiais, que prejudiquem a saúde ou integridade física, com exposição a agentes nocivos químicos, físicos, biológicos ou associação de agentes prejudiciais à saúde ou a integridade física, pelo período de 25 (vinte e cinco) anos de trabalho permanente, de forma não ocasional nem intermitente, no qual a exposição ao agente nocivo seja indissociável da prestação do serviço; 2. De comprovação do tempo de trabalho permanente, não ocasional nem intermitente, em condições especiais que prejudiquem a saúde ou integridade física, durante o tempo mínimo exigido, na seguinte conformidade: 3. Em se tratando de tempo de serviço prestado a PMSP, a comprovação será feita perante o Departamento de Saúde do Servidor – DESS. 4. Em se tratando de tempo de serviço extramunicipal, apresentação da comprovação já feita perante o Instituto Nacional do Seguro Social – INSS, a qual será examinada pelo DESS; 5. De comprovação, além do tempo de trabalho e contribuição, da efetiva exposição aos agentes nocivos químicos, físicos, biológicos ou associação de agentes prejudiciais à saúde ou à integridade física pelo período equivalente ao exigido para a concessão da aposentadoria, feita mediante formulário e laudos técnicos emitidos por servidores municipais legalmente habilitados, e que pertencem ao quadro da equipe de segurança ambiental do DESS, que se utilizará da relação dos agentes definidas pelo Poder Executivo Federal; 6. Para cálculo dos proventos será considerada a média aritmética simples das maiores remunerações utilizadas como base para as contribuições aos regimes de previdência a que esteve vinculado, correspondentes a 80% (oitenta por cento) de todo o período contributivo, devidamente corrigido mês a mês de acordo com a variação integral do Índice Nacional de preços ao Consumidor-INPC, calculado pela Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE; 7. O valor da renda mensal obtida na forma do item 4, não poderá ser inferior ao salário mínimo, nem superior ao do limite máximo do salário-de-contribuição em vigor no Regime Geral de Previdência Social – RGPS, bem como não poderá exceder a remuneração do servidor no cargo efetivo; 8. O provento decorrente da aposentadoria especial estará sujeito a reajustes anuais e o servidor aposentado com fundamento na aposentadoria especial não fará jus à paridade constitucional; 9. A aposentadoria será devida a partir da data do requerimento; 10. A aposentadoria será cancelada automaticamente, a partir da data do retorno ao trabalho, do aposentado que continuar no exercício de atividades ou operação que o sujeite aos agentes nocivos, ou seja, em caso de acúmulo de cargos, funções ou empregos, na atividade pública ou privada, o servidor deverá aposentar-se em ambos; d) Apresentado o requerimento de aposentadoria especial, a DTRH deverá providenciar sua autuação, instruindo-o com cópia da decisão proferida no mandado de injunção e sua comunicação à PMSP; cópia das informações prestadas pela Divisão de Gestão de Folha de Pagamento – DERH.2 e Divisão de Gestão de Tempo de Serviço e Informações – DERH-3, bem como com cópias dos formulários padrão do adicional de insalubridade/periculosidade concedidos ao servidor, se houverem, remetendo o processo, a seguir, ao Departamento de Saúde do Servidor – DESS para prosseguimento e prestando as demais informações necessárias, de acordo com as comunicações do Departamento de Recursos Humanos – DERH e do Departamento de Saúde do Servidor – DESS, da Coordenadoria de Gestão de Pessoas, as Secretaria Municipal de Planejamento, Orçamento e Gestão; e) Após as providências dos itens supra, remeter o presente processo ao Departamento Judicial da Procuradoria Geral do Município para comprovação do cumprimento da decisão. SECRETARIA MUNICIPAL DE SEGURANÇA URBANA, aos 27 de junho de 2012. LEILA CREMONESI, Diretora da Divisão Técnica de Recursos Humanos da Secretaria Municipal de Segurança Urbana.meuip.co

STF cria jurisprudência para aposentadoria especial de servidor

 Supremo Tribunal Federal (STF) determinou a concessão do benefício de aposentadoria especial ao servidor público que ingressar na Justiça pleiteando o direito. Assim como acontece com os trabalhadores da iniciativa privada expostos a agentes nocivos à saúde ou a atividades que põem suas vidas em risco, os servidores municipais, estaduais e federais nessas condições poderão se aposentar 10 anos mais cedo.

O direito, na verdade, está previsto na Constituição Federal de 1988, em seu artigo de nº 40. No entanto, espera até hoje uma regulamentação por parte do Congresso Nacional. A lentidão dos legisladores obrigou a ministra Carmen Lúcia a editar o acórdão de nº 4842.

"O servidor, se receber uma recusa do órgão em lhe conceder o direito, pode ingressar na Justiça com o chamado mandado de injunção e ter o benefício concedido. O STF criou a jurisprudência em favor do servidor", resume o advogado previdenciário Rômulo Saraiva.

Estão enquadradas entre as profissões aptas a pleitear pelo benefício médicos, dentistas, auxiliares de enfermagem, engenheiros, guardas municipais, policiais (civil, militar, federal, rodoviário), operadores de raio-x e químicos. E também todos aqueles que trabalham com agentes nocivos (ruído, calor, fungos, radiação ionizante, frio, eletricidade, combustível, etc).

"É preciso, no entanto, estar munido de provas. Muitas vezes, há uma gratificação por insalubridade. Nesses casos, o contracheque deve ser guardado. Ou ainda prontuários médicos que atestem doenças provocadas pela atividade", complementa Saraiva. Há situações, entretanto, em que o direito não se aplica. Um médico que atue estritamente em áreas administrativas não tem. Já um plantonista ou cirurgião possui.

Em tese, pode ser solicitado à administração pública um Perfil Profissiográfico Previdenciário (PPP), formulário que destrincha a atividade e todos os riscos envolvidos nela. "Mas como o histórico de 25 anos é de não haver um monitoramento biológico, por exemplo, os órgãos públicos simplesmente podem não dispor de elementos para elaboração do PPP", salienta o advogado.

Diferentemente dos trabalhadores da iniciativa privada, o ganho econômico não é direto com a redução de 10 anos de contribuição. Mas o fato de isentar o servidor de uma década de salário descontado, recebendo aposentadoria e podendo atuar em outra área ou abrir um negócio próprio mostra que há fortes vantagens financeiras indiretas.

quarta-feira, 11 de setembro de 2013

HOMENAGEM AO EFETIVO




         MURAL  DA  HONRA

       Foi reinaugurado o Mural da Honra da Unidade, que tem por propósito incentivar e valorizar os profissionais que se destacam em ocorrências nas ações operacionais do dia a dia ou ações coletivas envolvendo o bem estar de todos na unidade.


        OCORRÊNCIA
    No mês que se findou a equipe “A” da BCM- Ipiranga com muito profissionalismo conduziu  duas ocorrências de importancia, sendo  a primeira na região do incêndio do assentamento precário Heliópolis, envolvendo um roubo consumado de eletrodomésticos em residência, e o segundo nos baixos do viaduto Mackenzie envolvendo um transeunte portando  um simulacro de arma de fogo .
      Ambas as ocorrência foram registradas no 95º e 17º, respectivamente culminando com Boletim de Ocorrência criminal.
   
 Parabéns!! a toda equipe  A” em especial equipe  BCM pelo excelente trabalho realizado!


O GALO VELHO E O GALO NOVO


O GALO VELHO E O GALO NOVO 

O fazendeiro resolve trocar o seu velho galo por outro que 
desse conta das inúmeras galinhas. 

Ao chegar o novo galo, e percebendo que perderia as funções, 
o velho galo foi conversar com o seu substituto: 

- Olha, sei que já estou velho e é por isso que meu dono o 
trouxe aqui, 
mas será que você poderia deixar pelo menos duas galinhas 
para mim? 

- Que é isso, velhote?! Vou ficar com todas. 

- Mas só duas... Ainda insistiu o galo. 

- Não. Já disse! São todas minhas! 

- Então vamos fazer o seguinte, propõe o velho galo, 
apostamos uma corrida em volta do galinheiro. Se eu ganhar, fico com pelo 
menos duas galinhas. Se eu perder, são todas suas. 

O galo jovem mede o velho de cima em baixo e pensa que, 
certamente, ele não será capaz de vencê-lo. 

- Tudo bem, velhote, eu aceito. 

- Já que, realmente minhas chances são poucas, deixe-me 
ficar vinte passos à frente, pediu o galo.O mais jovem pensou por uns 
instantes e aceitou as condições do galo velho. Iniciada a corrida, o galo 
jovem dispara para alcançar o outro galo.O galo velho faz um esforço danado 
para manter a vantagem, mas rapidamente está sendo alcançado pelo mais 
novo.O fazendeiro pega a sua espingarda e atira sem piedade no galo mais 
jovem. Guardando a arma, comenta com a mulher: 

- Num tô intendendo, uai .. ! Já é o quinto galo gay que a 
gente compra 
esta semana! O filho da mãe largou as galinhas e estava 
correndo atrás 
do galo velho, vê se pode!?? 

- Moral da história: 

*NADA SUBSTITUI A EXPERIÊNCIA*!!!

convite

AOS SIMPATIZANTES DE FUTEBOL

            Em homenagem ao dia do Guarda Civil data comemorada em 03 de Setembro, estará acontecendo uma partida de futebol de Campo entre:

 Seleção de Veteranos de Guardas Civis de São Paulo X  Amigos de Vampeta (Ex. Corinthians, seleção Brasileira)


Data: 21 de Setembro de 2013.

Horário: 10h00

Local: Clube dos Operários ( A. Condessa Elisabeth Rubiano) Próximo ao CFSU ao lado da Goodyear.


Venha participar deste evento, sua presença será muito bem vinda!!!





base ipiranga sempre trabalhando

GCM- IPIRANGA flagra comercio irregular de ambulantes


                O flagrante aconteceu nesta terça-feira (10/09), quando a guarnição realizava deslocamentos com vistas à proteção do espaço público, nas proximidades da Avenida do Cursino alt. 6.500 deparou com um carrinho contendo diversas mídias.
               







 Foi realizada a fiscalização e constatando a irregularidade, ( as mídias com indicio de pirataria) todas foram apreendidas, ensacadas e lacradas, foi conduzidas vendedor ambulante para o 95º DP, onde a autoridade policial  determinou a apreensão das mídias 2.354 Mídias (CDs e DVDs)Elaboração do Boletim de Ocorrência.
              






 A Guarda Civil Metropolitana, Inspetoria do Ipiranga já apreendeu em setembro, em torno de 3.244 Mídias com 03 Boletins de Ocorrência.










Parabéns a equipe “C” pelo excelente desempenho na proteção do Espaço Público


segunda-feira, 9 de setembro de 2013

A peruca do gordo no Sete de Setembro



    Sete de Setembro dia de feriado Nacional estavam todos de plantão na Garagem da instituição, uns no almoxarifado outros na mecânica, outros na funilaria, outros na sentinela do prédio, ai que ócio!, Já beirava o meio dia quando todos ali de serviço e quase nenhuma atividade. Reunimo-nos na frente do almoxarifado e sem o que fazer começou-se a conversar, um tirar o sarro do outro, coisa normal entre guardas, foi quando vindo da rua o gordão parecendo um dinossauro todo sujo de graxa devido ter removido algumas viaturas com o guincho tendo um ornamento estranho (uma peruca na cabeça), chegou e juntou-se ao grupo.
                         Por ser um guarda extremamente cômico tirador de sarro, havia levado para o serviço uma peruca com cabelos  longos e pretos e zoando todos.
                         Muitas risadas de suas palhaçadas foi quando adentrou ao pátio da Garagem a Ronda Oficial da corporação com um oficial encarregado conhecido de todos. Ao chegar ao pátio desceu da viatura, foi quando o Gordão falou em tom Baixo a todos:
- Olha só o que eu vou fazer com o oficial!
                         Ai? La vem palhaçada pensou todos! O oficia continuou os cumprimentos e por fim chegou ao lado do gordo, porem da forma que estava sentado continuou dando impressão de que não havia visto e não estava nem ai para nada.
- Bom dia meu filho!  Disse o oficial, porem sem obter resposta.
                       Formou-se um silencio incomodo, pois ficaram todos no aguardo do que viria pela frente foi quando para a surpresa de todos, percebeu-se que o gordo havia colocado a metade da peruca no interior do zíper frontal do macacão que usava e fazia menção de estar catando piolho/ pulga naquele resto de cabelos que ficou de fora e que era anormal e imaginável a uma pessoa.
                        Nossa! Com cara de espanto o Oficial olhou sem entender aquilo e os demais menos ainda.
- Meu filho (seu bordão tradicional) o que é isto!
- Há chefe como não tem o que fazer e já que estamos no meio de machos e por estar coçando resolvi catar alguns piolhos, mas já estou acabando!
- Mas você não sabe que existe tesoura para aparar cabelos! (Disse o oficial já entendendo a palhaçada e aderindo a brincadeira).
- Sei chefe! , mas eu gosto de manter meu corpo ao natural, sou selvagem! E continuou a simulação de uma forma descarada e debochada. Meu deus!  Ninguém agüentou, todos desandaram a dar risadas e chorar, alguns não conseguiam parar, outros caíram no chão de tanto dar risadas.
                        Ainda bem que o oficial entrou no clima de brincadeira e também não agüentou deu boas risadas, e virou uma grande roda de piadas descontraídas. Meu Deus! Rssss.