Oração da Serenidade



Deus, concedei-me,
A serenidade para aceitar as coisas que eu não posso modificar;
Coragem para modificar as coisas que posso, e
Sabedoria para saber a diferença.
Vivendo um dia de cada vez;
Desfrutando um momento por vez;
Aceitando as dificuldades como o caminho da paz;
Tomando, como ele fez, este mundo pecaminoso como ele e, não como eu gostaria que fosse;
Confiando em que ele fará todas as coisas certas se eu submeter-me a sua vontade.
Que eu possa ser razoavelmente feliz nesta vida;
E infinitamente feliz com ele para sempre na próxima.
Amém.

sexta-feira, 20 de setembro de 2013

Verdade ou Mentira ?




Batman, o Guarda Maluco   

                 Era uma tarde quente e ensolarada, onde o plantão estava quase por findar sem nenhuma alteração, coisa rara nesta unidade, porem eis que receberam uma ligação no plantão, ao qual atendido pelo guarda, onde uma pessoa não se identificou e queria falar com o Inspetor de plantão.
                         Diante disto o inspetor foi até o telefone e atendeu. Uma voz feminina dizendo em nome do guarda estava solicitando em estado de urgência a presença em um local ao qual o Inspetor anotou de imediato e embarcou na viatura e foi com sua guarnição  ao local.
                        Pensativos todos no que iriam encontrar (ocorrência?) neste apoio, porem foi surpresa total ao chegar ao local indicado notou-se que se tratava de um hotel?
                        Hotel este simples visto a variedade que existente em São Paulo, desembarcou todos e imediatamente e solicitou auxilio da recepcionista para saber o que acontecia e identificação do quarto que se encontrava o guarda, que de pronto foi nos levado ate o 2º andar do prédio em um corredor meio na penumbra, no ultimo quarto do corredor.
                       Bateram na porta e se identificaram como sendo GCM, s, foi quando a porta fora aberta por uma senhorita com ar de muito assustada e recheada de vergonha deixou o Inspetor e GCM,s entrarem no quarto.
                       Quando viu à cena ficou todos em estado de choque e completamente imóveis diante da cena que presenciaram. Um guarda deitado de bruço próximo a cama se contorcendo de dor chegando à gemidos estridentes ,ai!, ai! ,ai!, ai! me ajuda!
                       Nossa procurou o Inspetor um lugar para se escorar para não cai no chão vindo uma  vontade incontrolável de dar uma gargalhada que sabia que seria incontrolável, pois o guarda barrigudo com uma roupa em malha com sunga por cima extremamente apertada com o umbigo saltando para fora do uniforme cinza e sunga preta, com uma capa de cetim enorme e preta amarrada no pescoço e uma mascara inteiriço com as orelhas pontiagudas pretas o Batman? , sim o verdadeiro Batman na frente  P......!
                      Após alguns minutos conseguiram parar os risos e perguntaram o que tinha acontecido.
- Inspetor!, aproveitei a minha folga na guarda e dei um chapéu no bico e convidei uma amiga para passar a tarde neste hotel! (disse o guarda)
- Mas e esta roupa Guarda, ops! Desculpa Batman o que esta acontecendo?
- Nos gostamos de fetiches diferentes quando saímos e hoje a pedido da minha colega inspetor ai!, vesti-me de Batman ai!, e subi na cabeceira da cama e iria pular em cima da cama, mas devido meu peso me desequilibrei e cai no chão ai!, ai!, ai!, ai! 
- C.... Guarda teremos que chamar o resgate! Disse o Inspetor
- Não chefe pelo amor de deus, não chama! ai! O que eu vou fazer para justificar em casa?
                     Não agüentando a cena o Inspetor saiu do quarto chorando de dar risadas junto com os outros guardas, porem tiveram que assumir o risco para ajudar um companheiro, solicitamos a Kombi que tínhamos sem os bancos e através da prancha tiram o guarda do local, solicitamos silencio de sua amiga, tiramos sua indumentária e levaram o guarda ao PS.
                    Graças a deus não foi nada de mais grave, somente uma luxação próximo as nadegas.

                    O restante deixamos para a imaginação, porem o Guarda ficou devendo para guarnição e equipe e até hoje quando  encontram o guarda, não o chamam pelo seu nome de batismo ou nome de guerra e sim “Batman o justiceiro da unidade” rsssssssssss

quarta-feira, 18 de setembro de 2013

PONTOS DE VISTA
 Dupla percepção:  Você  diz que é um sapo e eu juro que é um cavalo!  















Lição:

Este desenho nos ensina claramente que devemos sempre respeitar as outras opiniões.
É necessário esperar e ouvir atentamente os outros porque eles também têm o seu ponto de vista.

Respeitar a opinião dos outros é olharmos para a mesma verdade e sabermos que esta poderá ser vista de forma bem diferente por cada um;

E assim, com toda certeza, deixar de cometer injustiça com as precipitações.

O charme do desenho  e sua lição enigmática consiste no fato de que, "na história nada muda e mesmo assim, tudo é completamente diferente".

(Aldous Huxley)


segunda-feira, 16 de setembro de 2013

Sentinela ou Balela

Sentinela ou Balela




                                  A expressão sentinela deriva vários significados que não são menos e importante, mas na essência seria o ato de guardar, vigiar; patrulhar e rondar, ou seja, atividades de monitoramento e de acompanhamento, com a finalidade de garantir a segurança e proteção.
                                 A sentinela, portanto tem um papel de fundamental importância ao longo da existência do ser humano, em especial nas atividades de segurança publica/urbana, tanto na atuação direta de policiamento social e na proteção do patrimônio material.
                               Realizando uma inquirição mesmo que despretensiosa, nas forças armadas trata-se de uma atividade muito importante para a unidade militar, pois faz toda a guarda e controle de quem transita pelo Quartel, inclusive definida como atividade descrita no código Militar.
                              Adentrando no universo das Guardas Municipais tal atividade foi transportada e adaptada e se tornou  de extrema importância para o bom, andamento das instituições, pois as Guardas Municipais  como toda organização, pública é concebida  e estruturada para atender suas necessidades corporativas básicas e suas obrigações funcionais constituídas baseada numa reprodução do modelo atual existente no Pais.
                             Porem o profissional que se espera não está a altura da confiança depositada e  atividade, pois o que se tem visto, não é os melhores e mais preparados e revestido de responsabilidades os servidores a ser escaldo para desempenhar a segurança da unidade e sim por servidores geralmente retirado da atividade fim por conveniência ao servidor pois  o contato com o público é reduzido, as pressões de suas atividade são raras  com perfil  de bom mocismo, não contestador ou apaniguado por alguns superior ou gestor da unidade
Com isto a qualidade se deteriora, mantendo um profissional sem compromisso, desleixado que põe em risco a segurança da UGM e  desprotege sua própria vida.








A desvirtuação da criminalidade e a violência na sociedade

A desvirtuação da criminalidade e a violência na sociedade

           Nos tempos atuais devido vários fatores que deságuam nas mais variadas postura regionais que  estão causando e transformando a sociedade local. Dentre elas uma grande conflito de opiniões quanto ao fenômeno que não é exclusividade  de poucos, porem vem atingindo a grande parcela da sociedade nos quesitos criminalidade e violência portanto a miscelânea é grande causando alvoroço e desvirtuação social.
               Há que se observar que a criminalidade  é um fenômeno social mutante em vários segmento  como a alteração da sociedade no quesito sexo e  idade da população local. Se nos observarmos, houve diversos fatores que contribuíram para a instabilidade  em especial o aumento ou crescimento da população inicio do ciclo de jovem de 10 a 20 anos neta problemática na região sem computar precisamente a flutuação de jovem/adultos atraídos pelo desenvolvimento da classe média na região, êxodo da migração, corredor elevado fluxo de veículos, aumento da classe de sexagenários,  periferização,  enorme quantidade de assentamentos precários,  desvirtuação da família, religião deficitária, escolas falhas e outros atrativos que o bairro propicia.
               A adolescência que aflora no bairro é uma etapa humana em que as influências de pessoas do mesmo rol contribuem para este aumento  , pois ainda são movidos pela necessidade aumento de dinheiro,  afirmação de valores individuais,  contrapondo a expectativa da  sociedade.
              Podemos dizer que uma das vertentes  explicáveis, são as hormonais, pois  dizem que os meninos, diferentemente das meninas, são estimulados a tornarem-se agressivos, impositivos, machões na essência de suas atitudes.
             Outro fator preponderante é a democracia irresponsável implantada, onde todos desejam exercer os seus direitos, porem  poucos assumem a co responsabilidade de cumprir com suas obrigações sociais sendo, pai, filho, empregado ou mesmo cidadão local.
            Necessitamos apreender através das bibliografias, que a violência como sendo um comportamento que causa dano intencional e amedronta moralmente a sociedade.
 Em contra partida, a violência se  define pela sua ação nefasta e corrupta  abalizada na ira, que atemoriza os habitantes da região.
            Violência inicia-se sobre o manto de vários fatores que corroboram para seu aumento como podemos citar como sensação de insegurança como já discorrido, desfragmentação familiar, a periferização, crescimento desordenado em bairros não planejados, o desemprego migração para o comércio informal que colaboram em muito para a fixação da violência.
              Na região necessitamos fomentar ampla discução na melhora do sistema educacional, uma saúde de qualidade, políticas publicas habitacional, aumento na frente de trabalho em nossas empresas e uma maior participação em redes  e articulação comunitária nas discussões e soluções desse problema fixando o jovem/adulto nos padrões que a sociedade usa como regra aceitável  incidindo assim na minimização de fatores contraditórios .
            Devemos abordar a violência como uma reação instintiva do ser humano sem causas intrincadas nos fatores emocionais como o desrespeito, prepotência, crises inesperadas de fúria, fracassos, frustrações e etc..
           Para findar, as duas conjunturas convivem muito próximas, mas devemos conscientizar-se das modificações de comportamento que se faz necessário,  e dentro de uma rede social, implementamos políticas pública e educação familiar de qualidade socialmente mais próxima dos padrões,  para tornar mínimo  estes fatores agravantes discorridas, pois temos  grande  experiências mundiais para suplantar tais adversidades

Dar uma Geral


Dar uma Geral ou realizar uma verificação social

               Ainda a classe policial tem enfrentado uma dilema complexo e polemizados por setores da sociedade, que por ora ainda vivem  saudosista  por um passado recente, onde a policia reprimia sem contexto de legitima defesa comportando-se como policia subdesenvolvida, voltada para defesa dos governantes.
               Com isto a sociedade aprendeu ter medo de quem ostenta farda, pois nos anos de chumbo a policia tinha poderes arbitrários para interpelar e prender quem estivesse contra o regime imposto.
              Foi daí que se adquiriu a cultura de uma abordagem policial, que em definição mais ampla “É um processo ordenado para aproximar-se de pessoa, veículos ou edificações, visando à verificação, utilizando-se de técnicas e meios apropriados para compelir atos lesivos a ordem social que é estruturada por construção social do estereótipo  previamente estabelecido “
                Em termos mais operacionais podemos dizer que busca pessoal, abordagem pessoal, revista, "dura", "baculejo" etc. são referências  ao ato de procurar, no corpo do indivíduo conduta possivelmente criminosa/ilícita, sendo que deveriam ser sempre revestida de fundada suspeita que deve estar embasada  em uma motivação legal. Jamais deveria ser um ato isolado do Estado, ali representado pelo policial, arbitrário ou ilegal.
                 Em nossa sociedade a ordem social é infelizmente estruturada por convenções predefinidas deixando á abordagem policial de ser um instrumento do Estado para realizar a finalidade publica de proteger através da busca pessoal a sociedade e sim manifestar o achismo sem o mínimo de fundamento
Dos aspectos legais.

                          O Código de Processo Penal, aventando sobre meio de provas (Título VII), em seu capítulo XI, trata da busca e apreensão e, através do artigo 240, parágrafo segundo, informa que a busca pessoal será realizada quando existir fundada suspeita de que alguém oculte armas ou objetos relacionados a atos criminosos, secundum legem,
                 No  Pais, a Constituição Federal de 1988 foi fortemente influenciada pelos instrumentos internacionais de proteção aos direitos individuais, principalmente na mudança de comportamento da sociedade, pois a evolução e o entendimento de determinadas situações foi veementemente cobradas, pois cidadão normalmente  não reclama de ter sido submetido à abordagem policial, pois já se tornou claro a necessidade de segurança no ato,  mas não e mais tolerado a forma como foi tratado pelo agente.
                 Diante desta necessidade as policias foram moldando-se umas mais rápidas outras mais lentas devido a brusca mudança de cultura interna de uma nova realidade.                                 Realidade esta voltada para uma interpelação respeitosa onde o policial se coloca como parceiro do cidadão evidenciando os princípios de policia cidadã.
                 Houve também um investimento no aspecto de humanização das policias deixando-a mais próxima da sociedade.
As técnica de verificação social foram diversificadas em varias vertentes, em especial as guardas municipais que adotaram uma postura intermediaria que vem obtendo resultados muito promissores pois a postura repressiva não é cultivada porem focada em uma postura social de comunidade mais aceita pela sociedade.
                 A grande dificuldade encontrada atualmente é a quebra de conceitos arraigados que e pseudo-s defensores e paladinos da sociedade que surgem através de programas e grande mídia bem como aquele que aproveitam o viés político e se elegem sobre o manto da segurança apregoando a volta ao passado triste que já tivemos  inclusive passando pela  abordagem do cidadão  sem critério novamente generalizando e marginalizando a sociedade com estereótipos do pobre negro e mal vestido.

                 Novamente voltamos a  respirar os ares da sensação de insegurança imposta até mesmo por interesse na industria que se formou a segurança .