Oração da Serenidade



Deus, concedei-me,
A serenidade para aceitar as coisas que eu não posso modificar;
Coragem para modificar as coisas que posso, e
Sabedoria para saber a diferença.
Vivendo um dia de cada vez;
Desfrutando um momento por vez;
Aceitando as dificuldades como o caminho da paz;
Tomando, como ele fez, este mundo pecaminoso como ele e, não como eu gostaria que fosse;
Confiando em que ele fará todas as coisas certas se eu submeter-me a sua vontade.
Que eu possa ser razoavelmente feliz nesta vida;
E infinitamente feliz com ele para sempre na próxima.
Amém.

sexta-feira, 14 de março de 2014

Em meio a 'bizús e notícias fraudulentas', o que há de verdade sobre a reestruturação!

em divulgar apenas um vislumbramento geral sobre a reunião. Dito isso, quero deixar claro o posicionamento forte dos representantes de classe. Hoje pude perceber que existe muita vontade de resolver questões de suma importância à toda a categoria - claro, sempre entraremos na velha questão que não se pode agradar a todos - mas até aí, apresentar uma proposta que desagrada a maioria éarriscar demais, não acha?

Os representantes do governo - alegando sempre a questão orçamentária - ignoram o impacto a longo prazo das medidas apresentadas. Por outro lado, os representantes da categoria afirmam que, além desses impactos futuros, o guarda civil metropolitano precisa contemplar a sua família com medidas mais imediatas e urgentes, ou seja, para ontemVivemos um momento especial. E esse momento tem sobrenome: é união. Entenda:


De um lado, o governo, apresentando a seguinte proposta: "... reajuste de 5% a partir de 1º de maio de 2014, aprovar o projeto de reestruturação agora, para valer a partir de 2015, com a integração em dois cargos acima e outro reajuste de 5% em 2016..." Fonte: Sindguardas - SP.

Do outro, Sindguardas-SP, Abraguardas e Sindsesp, que veementemente discordaram, "... deixando claro ao representante do governo que esta proposta é uma vergonha e indigna de ser apresentada aos trabalhadores da Guarda Civil Metropolitana. Na próxima quinta-feira (20/03) haverá nova rodada de negociação em que o governo deverá trazer uma proposta que cumpra os compromissos assumidos pelo prefeito Haddad, de recuperar as perdas salariais desde 2004 e valorizar os trabalhadores da GCM..." 

Nenhum comentário:

Postar um comentário