Oração da Serenidade



Deus, concedei-me,
A serenidade para aceitar as coisas que eu não posso modificar;
Coragem para modificar as coisas que posso, e
Sabedoria para saber a diferença.
Vivendo um dia de cada vez;
Desfrutando um momento por vez;
Aceitando as dificuldades como o caminho da paz;
Tomando, como ele fez, este mundo pecaminoso como ele e, não como eu gostaria que fosse;
Confiando em que ele fará todas as coisas certas se eu submeter-me a sua vontade.
Que eu possa ser razoavelmente feliz nesta vida;
E infinitamente feliz com ele para sempre na próxima.
Amém.

sexta-feira, 27 de junho de 2014

GUARDAS CIVIL METROPOLITANA SOFREM INTOXICAÇÃO RESPIRATÓRIA DURANTE INVASÃO IRREGULAR DE TERRENO NO BAIRRO DA BRASILÂNDIA

Nesta quinta-feira, os Agentes da Guarda Civil Metropolitana da Inspetoria Regional da Freguesia do Ó, Cd Lopes, GCM Malaquias, GCM Elton e GCM Neville, em cumprimento à Ordem de Serviço 024/CON/2014 foram vítimas de grave intoxicação respiratória, em detrimento a mais uma invasão irregular de terreno na região da Brasilândia, zona norte de São Paulo.
A nova invasão localizada na Rua Elísio Reinaldo Moraes - próximo do número 4800 da Avenida Cantídio Sampaio, inciou-se durante o período da manhã, estendendo-se durante todo o dia.
Já durante a noite, a situação se agravou, pois os invasores iniciaram a queima de lixo, mato e demais materiais como tinta, gasolina e etc. Materiais estes que, em combinação formam um ingrediente altamente tóxico e lesivo ao organismo humano.
Estando estes agentes da autoridade em cumprimento à ordem legal, os mesmos ficaram expostos à todos estes agentes em combustão, fato este que ocasionou grave intoxicação respiratória. 
Obrigando que os mesmos fossem socorridos ao Hospital Geral de Vila Penteado, onde o Dr. Adair Tadeu CRM 52398 ratificou a intoxicação dos agentes, tendo como base o CID (classificação internacional de doenças) Y26 Intoxicação por fumaça venenosa.
Durante o atendimento, os agentes passaram por exames, ficando em observação e sendo liberados do serviço por 03 dias, conforme o CID descrito acima.
O Ronda Oficial Norte, Inspetor Molinari acompanhou e apoiou os agentes durante o atendimento e demais providências necessárias.
O GCM Malaquias, que se encontrava em situação mais grave só veio a ser liberado no Hospital Geral de Vila Penteado horas após o início do atendimento, somente por volta da 01:00hr, sendo deslocado para a sua residência posteriormente.
Estas invasões ilegais e irresponsáveis, tornaram-se uma constante na Cidade de São Paulo, isso devido à precariedade da Legislação vigente e a falta de atitude e punição à estes indivíduos.
O problema, além de complexo, envolve questões judiciais, sanitárias, social e principalmente política, pois não há um entendimento no modus-operandi e uma interligação de toda a rede de serviços tanto do Estado como do Município. 
De modo que, todo atendimento e consequências ficam apenas à cargo dos Agentes da Guarda Civil Metropolitana, que na condição de agentes da autoridade, estão sendo sobrecarregados e obrigados a cobrirem a ausência dos demais órgãos do poder público, como a Subprefeitura, Defesa Civil, Conselho Tutelar, Polícia Militar e etc.

Viaturas envolvidas: N 4056 CD Lopes, GCM Malaquias e GCM Meneghetti - N 4053 GCM Albuquerque, GCM Elton e GCM Neville, N 4058 Inspetor Molinari e GCMf Fernanda.

Nenhum comentário:

Postar um comentário