Oração da Serenidade



Deus, concedei-me,
A serenidade para aceitar as coisas que eu não posso modificar;
Coragem para modificar as coisas que posso, e
Sabedoria para saber a diferença.
Vivendo um dia de cada vez;
Desfrutando um momento por vez;
Aceitando as dificuldades como o caminho da paz;
Tomando, como ele fez, este mundo pecaminoso como ele e, não como eu gostaria que fosse;
Confiando em que ele fará todas as coisas certas se eu submeter-me a sua vontade.
Que eu possa ser razoavelmente feliz nesta vida;
E infinitamente feliz com ele para sempre na próxima.
Amém.

domingo, 24 de agosto de 2014

Guarda Civil Metropolitana

guardas municipais continuam a trabalhar em prol da sociedade - como sempre foi feito, diga-se de passagem. 

Guarda Civil Metropolitana detém foragido da Justiça, que afirma: estou sendo constrangido!  

Por Vladimir: Em 17/08/14 uma equipe da IOPE/GCM, suspeita de um travesti e um rapaz, que encontravam-se próximo à Praça Júlio Prestes. Abordados, o rapaz fornece um nome que não constava no sistema, dizendo-se ainda constrangido pela abordagem. De imediato, a equipe resolveu encaminha-lo à 2° Delegacia de Polícia, onde lá o mesmo dizia que iria procurar a corregedoria, pois estava sendo tratado como marginal pelos GCMs. Persistindo nos dados que havia fornecido anteriormente. Pois bem, foi determinada sua legitimação, constatando ser o mesmo evadido do sistema penal, o qual não havia retornado após indulto do dia dos pais.

Mais um foragido..

Em 19/08/14 - Equipe da IOPE/GCM, durante abordagem a duas mulheres, pela Praça Julio Prestes, verifica que um individuo que caminhava pela Av. Duque de Caxias, dá meia-volta ao perceber a presença da GCM. Diante da atitude de fundamentada suspeita, os patrulheiros terminam a abordagem e saem no encalço do assustado, o qual é prontamente abordado. Indagado quanto à sua documentação e possíveis antecedentes, o averiguado fornece um nome que não consta no sistema, informando ainda que só tinha passagens quando menor de idade, mesmo exibindo algumas tatuagens de alusão à uma certa facção criminosa. Encaminhado à 3°Delegacia de Polícia, antes de adentrar, a equipe entrevista mais uma vez o individuo que resolve abrir o cadeado, dizendo ser evadido da Penitenciária de Reginópolis I, onde tem a cumprir pena por roubo até 2017, não tendo retornado após o último indulto do Dia dos Pais. Azar o dele, agora voltou... Mais um pro pote!

... e outro!

Em 21/08/14, os patrulheiros Macedo, Santos e GCMF Diniz, IOPE/GCM, abordaram um individuo na Praça Júlio Prestes, efetuando a entrevista de praxe, adivinhem: os dados não batiam. Então o homem informa ser foragido do CDP do Belém. O caso foi encaminhado à delegacia da região.
Por Barbosa: Um homem que estava foragido da Justiça procurou uma equipe da Guarda Civil Metropolitana para se entregar. O caso - inusitado - ocorreu na região central de São Pauloe foi registrado na 2° Delegacia de Polícia. A equipe da IOPE, composta pelos GCMs Jean Carlos e Ulisses, prestou o apoio necessário à equipe que conduziu a ocorrência.

Tentaram furtar step e foram detidos pela GCM/SP

Por Paulino: Durante deslocamento pela região do Belém, uma equipe da Guarda Civil Metropolitana deteve dois homens, após furtarem step de um veículo estacionado próximo ao CFSU - Centro de Formação em Segurança Urbana - que ainda tentaram a fuga, mas não conseguindo. Além disso, um dos suspeitos ainda trazia consigo uma porção de 

Foto: Dennis Guerra



drogas. O caso foi registrado na 81°Delegacia de Polícia, onde ficou constatado que um dos acusados estava em liberdade condicional por outro crime cometido. 

Motocicleta localizada

Por Henrique: Uma motocicleta foi localizada por patrulheiros da IOPE na regão da Nova Luz após ter sido furtada. Segundo o proprietário, a localização de seu veículo se deu - em média - 15 minutos após ele ter percebido a sua falta.

Mais uma motocicleta recuperada


Por Daniel: Patrulheiros da Guarda Civil Metropolitana - Inspetoria de Operações Especiais - IOPE, recuperaram uma motocicleta logo após ela ter sido furtada na Rua Guaianases - região da Nova Luz, centro de São Paulo. O caso foi registrado na 2° Delegacia de Polícia - Bom Retiro. Foto: equipe. 


guarda municipal




1. Citadino

Sinônimos: cidadão urbano afável agradável bemcriado. citadino civil, civilizado cortês, fino polido social, sociável cidadesco 

2. Social

Sinônimos: colectivo civil, afável cívil, cortês paisano polido, secular social urbano, agradável , amável, atencioso, bemcriado, cerimonioso complacente, deferente delicado, diplomático educado, fino político respeitoso, sociável tratavel civilizado, comunicativo tratável, cortêsdelicado conversável.

SELVA !!!! GUARDA CIVIL AMBIENTAL METROPOLITANA DE SAOPAULO!!!


bela reportagem vale a pena ouvir

https://soundcloud.com/justicagovbr/secretaria-nacional-de-seguranca-publica-fala-sobre-estatuto-geral-das-guardas-municipais

Delegados apoiam novas atribuições para Guardas Municipais

Delegados apoiam novas atribuições para Guardas Municipais

Do portal da Adpesp
Viatura da GCM de São PauloSenador Romeu Tuma apresenta PEC que defende a atribuição de novas competências aos guardas municipais. 
A ADPF e a Associação dos Delegados do Brasil (Adepol) apoiam a atribuição da atividade de polícia preventiva aos guardas municipais. De autoria do senador Romeu Tuma (PFL/ SP), o Projeto de Emenda Constitucional Nº 534/2002 acrescenta ao guarda municipal a função de proteção da população de cada município. A PEC Altera o art. 144 da Constituição Federal, que dispõe sobre as competências desses profissionais, e cria a guarda nacional.
A Constituição Brasileira delimita à guarda municipal o trabalho de proteção dos “bens, serviços e instalações” de suas respectivas cidades, e com a PEC 534/2002 esses profissionais atuariam na segurança da população. A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC) apresentou parecer favorável ao projeto, tanto em relação à admissibilidade quanto ao mérito. A PEC aguarda a apreciação dos parlamentares no Plenário da Câmara dos Deputados. As informações são do portal da Adpesp.

AÇÃO DIRETA DE INCONSTITUCIONALIDADE

Para quem acreditou que iria demorar, olha aí: A Federação de Entidades de Oficiais Militares Estaduais -FENEME, mais uma vez movimenta-se para colocar em dúvida políticas sérias de Segurança Pública. Desta vez, entraram com Ação Direta de Inconstitucionalidade contra alguns artigos da Lei 13.022/14, sancionada no início deste mês pela Presidência da República, após  
ser aprovada por unanimidade no Senado Federal. Será por razões como essas que muitos defendem o fim do regime militar em instituições de Segurança Pública estaduais no Brasil? Não sei.
O que sei é que no dia-a-dia, entre os agentes que lidam diretamente com a criminalidade, ou seja: quem realmente está na lida do trabalho duro (guardas e soldados), as reações foram de felicitações pela conquista da referida lei por parte dos soldados, com sinceras homenagens pelo justo reconhecimento.

Oficiais das polícias militares, sigam o exemplo de vossos subordinados! 

Por outro lado, o Estado Democrático de Direito permite essa divergência de opiniões. Talvez esteja aí a grande diferença entre uns e outros. 


AÇÃO DIRETA DE INCONSTITUCIONALIDADE (Med. Liminar)  - 5156


Origem:DISTRITO FEDERALEntrada no STF:20/08/2014
Relator:MININISTRO GILMAR MENDESDistribuído:20140821
Partes:
Requerente: FEDERAÇÃO NACIONAL DE ENTIDADES DE OFICIAIS MILITARES ESTADUAIS - FENEME (CF 103, 0IX) 
 Requerido :CONGRESSO NACIONAL, PRESIDENTE DA REPÚBLICA

Dispositivo Legal Questionado
      Art. 002°; art. 003°, 00I, 0II e III; art. 004°, "caput", parágrafo único;
art. 005°, 0II, III, 00V, 0VI, VII, 0IX, 00X, 0XI, XIII, XIV, 0XV, XVI,  XVII  e
XVIII; art. 12, § 003º da Lei nº 13022, de 08 de agosto de 2014.

     Lei n° 13022, de 08 de agosto de 2014

                                   Dispõe sobre o  Estatuto  Geral  das  Guardas
                                   Municipais.

      Art. 002° - Incumbe às guardas municipais, instituições de caráter  civil,
uniformizadas e armadas conforme previsto em lei, a função de proteção municipal
preventiva, ressalvadas as competências da União,  dos  Estados  e  do  Distrito
Federal.

      Art. 003° - São princípios mínimos de atuação das guardas municipais:
           00I - proteção dos direitos humanos  fundamentais,  do  exercício  da
cidadania e das liberdades públicas;
           0II - preservação da vida, redução do  sofrimento  e  diminuição  das
perdas;
           III - patrulhamento preventivo;

      Art. 004° - É competência geral das guardas municipais a proteção de bens,
serviços, logradouros públicos municipais e instalações do Município.
      Parágrafo único - Os bens mencionados no caput abrangem os de  uso  comum,
os de uso especial e os dominiais.

      Art. 005° - São   competências   específicas   das   guardas   municipais,
respeitadas as competências dos órgãos federais e estaduais:
     (...)
           0II - prevenir e inibir, pela presença e vigilância, bem como coibir,
infrações penais ou administrativas e atos infracionais que  atentem  contra  os
bens, serviços e instalações municipais;
           III - atuar,  preventiva  e   permanentemente,   no   território   do
Município, para a proteção sistêmica da população que utiliza os bens,  serviços
e instalações municipais;
     (...)
           00V - colaborar com a pacificação de conflitos que  seus  integrantes
presenciarem, atentando para o respeito aos direitos fundamentais das pessoas;
           0VI - exercer as competências de trânsito que lhes forem  conferidas,
nas vias e logradouros municipais, nos termos da Lei n° 9503, de 23 de  setembro
de 1997 (Código de Trânsito  Brasileiro),  ou  de  forma  concorrente,  mediante
convênio celebrado com órgão de trânsito estadual ou municipal;
            VII - proteger  o   patrimônio   ecológico,   histórico,   cultural,
arquitetônico e ambiental do Município, inclusive adotando medidas educativas  e
preventivas;
     (...)
            0IX - interagir com a sociedade civil para discussão de soluções  de
problemas e projetos locais voltados à melhoria das condições de  segurança  das
comunidades;
            00X - estabelecer parcerias com os órgãos estaduais e da  União,  ou
de Municípios vizinhos, por meio da celebração de convênios ou  consórcios,  com
vistas ao desenvolvimento de ações preventivas integradas;
            0XI - articular-se com os órgãos municipais  de  políticas  sociais,
visando à adoção de ações interdisciplinares de segurança no Município;
     (...)
            XIII - garantir  o  atendimento  de  ocorrências  emergenciais,   ou
prestá-lo direta e imediatamente quando deparar-se com elas;
            XIV - encaminhar ao delegado de polícia, diante de flagrante delito,
o autor da infração, preservando o local do crime, quando possível e sempre  que
necessário;
            0XV - contribuir no estudo de impacto na segurança  local,  conforme
plano diretor municipal, por ocasião da construção de empreendimentos de  grande
porte;
            XVI - desenvolver  ações  de   prevenção   primária   à   violência,
isoladamente ou em conjunto com os demais órgãos da própria  municipalidade,  de
outros Municípios ou das esferas estadual e federal;
            XVII - auxiliar na segurança de grandes eventos  e  na  proteção  de
autoridades e dignatários; e
            XVIII - atuar  mediante ações  preventivas  na  segurança   escolar,
zelando pelo entorno e participando de ações educativas com o corpo  discente  e
docente das unidades de ensino municipal, de forma a colaborar com a implantação
da cultura de paz na comunidade local.
     Parágrafo único - No exercício de suas  competências,  a  guarda  municipal
poderá colaborar ou atuar conjuntamente  com  órgãos  de  segurança  pública  da
União, dos Estados e do Distrito Federal ou de congêneres de Municípios vizinhos
e, nas hipóteses previstas nos incisos XIII  e   XIV  deste  artigo,  diante  do
comparecimento  de  órgão  descrito  nos  incisos  do  caput  do  art.  144   da
Constituição  Federal,  deverá  a  guarda  municipal  prestar  todo  o  apoio  à
continuidade do atendimento.

     Art. 012 - É facultada  ao  Município  a  criação  de  órgão  de  formação,
treinamento e aperfeiçoamento dos integrantes da guarda  municipal,  tendo  como
princípios norteadores os mencionados no art. 003°.
     (...)
     § 003° - O órgão referido no § 002°  não  pode  ser  o  mesmo  destinado  a
formação, treinamento ou aperfeiçoamento de forças militares.
Fundamentação Constitucional
- Art. 025, § 001°
- Art. 030, 00I e 0IV
- Art. 144, 00V, §§ 005° e 008°
Resultado da Liminar
Aguardando Julgamento
Resultado Final
Aguardando Julgamento
Indexação
    LEI FEDERAL
Fim do Documento

Fonte: Supremo Tribunal Federal