Oração da Serenidade



Deus, concedei-me,
A serenidade para aceitar as coisas que eu não posso modificar;
Coragem para modificar as coisas que posso, e
Sabedoria para saber a diferença.
Vivendo um dia de cada vez;
Desfrutando um momento por vez;
Aceitando as dificuldades como o caminho da paz;
Tomando, como ele fez, este mundo pecaminoso como ele e, não como eu gostaria que fosse;
Confiando em que ele fará todas as coisas certas se eu submeter-me a sua vontade.
Que eu possa ser razoavelmente feliz nesta vida;
E infinitamente feliz com ele para sempre na próxima.
Amém.

sexta-feira, 1 de julho de 2016

SELVA IRMÃO ISSO É O NOSSO PODER PUBLICO

NOTA DE REPÚDIO
Venho através da presente nota registrar repúdio a manifestação do
Prefeito do Município de São Paulo, Sr. Fernando Haddad, e do Secretário
Municipal de Segurança Urbana, Sr. Benedito Mariano, com relação ao
entendimento que têm quanto a competência da Guarda Civil
Metropolitana tendo em vista o lamentável fato ocorrido recentemente
envolvendo um membro da corporação e o óbito de menor envolvido no
furto de um veículo, na região leste da Capital.
Defendo a apuração de toda e qualquer conduta que possa se mostrar
desproporcional e suspeita,

No entanto, não se pode admitir a falta de comprometimento do Sr.
Prefeito e do Sr. Secretário com a instituição Guarda Civil Metropolitana e
seus membros, que aos longo das décadas de existência vem defendendo
o bem público de maior relevo da cidade que é o cidadão de bem.

Lamenta-se, também, que autoridades responsáveis pela maior e mais
importante Guarda Municipal do país desconheçam a competência legal
para o exercício do poder de polícia que a referida força de segurança
municipal detêm.

Como no Direito brasileiro não se pode alegar o desconhecimento de lei,
convém que o Sr. Prefeito e o Sr Secretário, além de seus subordinados
diretos, se atentem para as normas trazidas pela Lei nº 13.022/14, a fim
de que não cometam novamente o erro de negar os direitos e garantias
inerentes á função de polícia que a GCM passou a ter a partir do advento
desse diploma normativo, e não menosprezem mais nossos irmãos de
farda e de luta azul marinho que deixam em seus lares suas famílias para
defenderem as famílias paulistanas.

Carlinhos Silva

Nenhum comentário:

Postar um comentário